domingo, 28 de maio de 2017

domingo, 26 de março de 2017

quinta-feira, 16 de março de 2017

"..."

 All men by 
 Nature
  desire 
knowledge 

terça-feira, 14 de março de 2017

Imagine.. why?

for those who can't lie
I lived in a house

with Robert, the mouse
my soul will never die

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Planet Earth (original title) 8h 53min | Documentary | TV Mini-Series (2006)

"It's hard not to feel deflated, when even your best isn't good enough."

domingo, 1 de setembro de 2013

eu andei pensando,
eu to sempre atrás de tanto orgulho
e mesmo a negativa do orgulho, eh orgulho também..

eu andei pensando,
que não tenho certeza se eh por orgulho
que te deixo partir
ou por orgulho que me prendo a ti

e pensando ainda
que se você me enxerga apesar
e através de tanto orgulho
ou não me vê de verdade

eu te vejo sempre nua, e és tão bonita
que não me importa nada o pensar
apenas os beijos





"Discover a place that will never leave you, and a friendship that will change you forever."

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

look...





15,16,17-08-12 - 

BLOG DAS TIRAS DIÁRIAS DO LAERTE

sábado, 24 de novembro de 2012

domingo, 11 de novembro de 2012

é tarde, é tarde, tão tarde até que arde


o relógio corta o tempo em segundos
deixa a pressa atrasada sem direção.


lockers




"(e a poesia saiu trincada.. com trincos por toda a )p(arte..)"

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

eu-sapo esperando o beijo-mágico ...

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

passou.


sem minha presença, e' minha lembrança
quem te acompanha e
nem eu mesma
Poderia ser
tao perfeita..

domingo, 15 de julho de 2012

faço coisas sem porque, e depois fico assim, sem o porque das coisas que fiz..   

quarta-feira, 23 de maio de 2012

quinta-feira, 10 de maio de 2012

just because, I like...

 to give myself orders all the time..

"Make your mind an ocean. Vast, expansive, open, deep."

if they are wrong or right, really? I don't mind..

sexta-feira, 4 de maio de 2012

fui ser feliz, ja volto...



"Felicidade se acha é em horinhas de descuido"

(Guimarães Rosa)



terça-feira, 1 de maio de 2012

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Wendy Cope

There are so many kinds of awful men - 
One can't avoid them all. She often said
She'd never make the same mistake again:
She always made a new mistake instead.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

terça-feira, 17 de abril de 2012

in a tacit mood

the unvoiced or unspoken: -Shhh... whatever is understand it.

sábado, 14 de abril de 2012

Sublime Essência Humana

nome diferente, Ebah!

not real..

So I write write
write
to release false ideas of life

then I read read
read to improve what I kind of mislead

At the end It's all
lies. Life, It's
a joke that we can't laugh
about.



quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

"What borders do you cross to be free" loesje

sábado, 28 de janeiro de 2012

lluvia por la calle

e me chove dentro, a verdade.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

sábado, 21 de maio de 2011

familia

fotografia da memoria na retina da confianca.. ainda que tantos desconfiem tanto.

mochila

carangueijo e minha casa nas costas..

terça-feira, 10 de maio de 2011

quinta-feira, 28 de abril de 2011

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Entao fica o espaco cheio de tempo..
tempo que foge dos ponteiros
derrama-se na xicara de cafe
e traga...

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Sinônimos ao título



...

ilustre coração sentimental
bela profundeza de afeto
digno particular sensível
nobre interior compassivo

...

Amor Incondicional.

quinta-feira, 7 de abril de 2011

se/vira/po

E como nao penso em outra coisa resolvi
pensar em outra coisa.

menteuqmente

domingo, 3 de abril de 2011

nunca mais, nunca mais

"Ruas de um anarquista noturno"

sábado, 2 de abril de 2011

enfim o fim.. sela a conta


o que existia desmorona.. eh fase astral, da-se jeito.. passa e faz passar... como vento..

sábado, 12 de março de 2011

Enfim..

chegou um caminho novo
possibilidades, eh a respeito disso que a vida eh feita.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Lá Longe

a mudez das coisas fala de você, de nós dois, sem nós dois..

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Caio Fernando Abreu

"(...) um destino não de uma, mas de todas as cores. Quem dera o meu, o seu, o nosso fossem assim também. Que marrom não há de ser, nem cinza-chumbo. Pois, quando eu daqui, você daí, tão vadio quanto eu, pára e lê – deve haver alguma cor nisso. Espero que bem clarinha."

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

enreda-se nó

no final das contas o que somos? somos nós mesmo o que somos? no final das contas, o que somos nós mesmo o que somos? no final das contas o que somos? somos nós mesmo o que somos? no final das contas, o que somos nós mesmo o que somos? no final das contas o que somos? somos nós mesmo o que somos? no final das contas, o que somos nós mesmo o que somos? no final das contas o que somos? somos nós mesmo o que somos? no final das contas, o que somos nós mesmo o que somos? no final das contas o que somos? somos nós mesmo o que somos? no final das contas, o que somos nós mesmo o que somos? (...)

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

domingo, 9 de janeiro de 2011

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

foi assim né? eu amei também,

não fiz por maldade a maldade que eu fiz

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

sounds of wind

o silêncio de Coltrane fascina

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

e para que(m) contamos os dia... ?!

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Picassos movem-se por Londres


Weeping Woman (Dora), (60 х 49 cm, 23 ⅝ х 19 ¼ inches) is an oil on canvas painted by Pablo Picasso[Mars in Cancer] in 1937.

This painting was the final and most elaborate of the series. It has been in the collection of the Tate Gallery in London since 1987.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Brega é...

o clichê do romantismo.

imagine you and me

Assim como dá e passa
o desejo me comeu inteira.

terça-feira, 20 de julho de 2010

(Tacitus)

"Man are more ready to repay an injury than a benefit beacuse gratitude is a burden and revenge... a pleasure"

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Henry Miller

«Ninguém avança pela vida em linha recta. Muitas vezes, não paramos nas estações indicadas no horário. Por vezes, saímos dos trilhos. Por vezes, perdemo-nos, ou levantamos voo e desaparecemos como pó. As viagens mais incríveis fazem-se às vezes sem se sair do mesmo lugar. No espaço de alguns minutos, certos indivíduos vivem aquilo que um mortal comum levaria toda a sua vida a viver. Alguns gastam um sem número de vidas no decurso da sua estadia cá em baixo. Alguns crescem como cogumelos, enquanto outros ficam inelutávelmente para trás, atolados no caminho. Aquilo que, momento a momento, se passa na vida de um homem é para sempre insondável. É absolutamente impossível que alguém conte a história toda, por muito limitado que seja o fragmento da nossa vida que decidamos tratar.»

quinta-feira, 15 de julho de 2010

" O que eu quero contar é tão delicado quanto a própria vida."
(Clarice Lispector)

nuvem que não dissipa





segunda-feira, 12 de julho de 2010

Dublin


as usual...

domingo, 11 de julho de 2010

Verde é o despertar de um auto-engano.

sexta-feira, 9 de julho de 2010

love [forget-me-not]


When routine bites hard and ambitions are low
And resentment rides high but emotions won't grow
And we're changing our ways, taking different roads

Then love, love will tear us apart again
Love, love will tear us apart again

Why is the bedroom so cold turned away on your side?
Is my timing that flawed our respect run so dry?
Yet there's still this appeal that we've kept through our lives

But love, love will tear us apart again

Love, love will tear us apart again

Do you cry out in your sleep all my failings exposed?
And there's a taste in my mouth as desperation takes hold
Is it something so good just can't function no more?

When love, love will tear us apart again
Love, love will tear us apart again

Love, love will tear us apart again
Love, love will tear us apart again


Songwriters:
Curtis, Ian Kevin;
Hook, Peter;
Morris, Stephen Paul Davi;
Sumner, Bernard.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Zeca Afonso





A transmissão da canção “Grândola Vila Morena” por uma emissora de Lisboa, foi a senha para a deflagração dos acontecimentos políticos de abril.

Quando José Saramago recebeu o prêmio Nobel de Literatura, editor Ivan Pinheiro Machado comenta, que uma multidão de conterrâneos emocionados cantaram o hino da Revolução dos Cravos.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Apartheid 1948 - 1994





chega a ser absurdo imaginar, e nem precisa. Realmente aconteceu..

sexta-feira, 18 de junho de 2010

— Nosce te ipsum

Imprecisos meus conceitos porém ainda necessários.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Julie Delpy - An Ocean Apart

"But soon I'll be miles away ..."

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Caio Fernando Abreu

"-Você tem um cigarro?
-Estou tentando parar de fumar.
-Eu também. Mas queria uma coisa nas mãos agora.
-Você tem uma coisa nas mãos agora.
-Eu?
-Eu."

segunda-feira, 7 de junho de 2010

eu sei do peso
ao trazer a tona
infundados sentimentos

sei do medo
quando carrego n'alma
a pureza de um amor verdadeiro

sexta-feira, 4 de junho de 2010

black horse and cherry tree - KT Tunstall

Said no, no, you're not the one for me.

[Well my heart knows me better than I know myself
So I'm gonna let it do all the talking]

quinta-feira, 27 de maio de 2010

de tanto que continua...

coloco um ponto final

sou livre agora.

quarta-feira, 26 de maio de 2010

terça-feira, 18 de maio de 2010

Grande Sertão: Veredas

"Ela tinha amor em mim.

E aquela era a hora do mais tarde. O céu vem abaixando. Narrei ao senhor. No que narrei, o senhor talvez até ache mais do que eu, a minha verdade. Fim que foi.

Aqui a estória se acabou.

Aqui, a estória acabada.

Aqui a estória acaba."

domingo, 16 de maio de 2010

nº cinco/quartos

só em você me esqueço
o que está por vir

terça-feira, 11 de maio de 2010

having no right or claim

Não tenho passagens nem ilusões nada que não sejam verdades sobre minhas mãos.

Areia branca e ondas, caminhos de pegadas distantes que se perdem ao observar o horizonte.

Tudo que passa e respira alterando a possível alternativa a uma escolha imperdoável.

domingo, 2 de maio de 2010

love me, leave me or let me be lonely

-How am I supposed to live without you? better? believe me it's not working...

sexta-feira, 16 de abril de 2010

sensivelmente

E ainda como um ser que crê, você pode dizer que não acredita em nada, nem em você, eu digo, eu acredito sim, em você, às vezes mais do que em mim, mas não me impede nenhum pouco, o entendimento
só é compreensivelmente humano, um fato somos todos,

seres supostamente amáveis, acima do respeito ou da atenção, seres crédulos.

eu não me importo com o que vais dizer, pode realmente não me crer, só a verdade poderia te esclarecer, essa que carrego no olhar. Eu acredito.

quarta-feira, 14 de abril de 2010

mal acorda já desanima, é recem quarta feira, e terei ainda a vida inteira pra esquecê-la.

terça-feira, 13 de abril de 2010

amanhece o sol entre a cinza neblina

sei, a rotina vai te esquecer
me esqueceria?

wikipédia

Euforia e depressão

O paciente de bipolaridade pode chegar ao extremo da depressão seguida de suicídio e, no outro extremo, a euforia de tentar escrever um livro num só dia, por exemplo.
desintegrando o ego
Atômico

estrondo

por ares e eras


drama humano, atitude nem tanto.

domingo, 4 de abril de 2010

neblina ou erro de rima.
são apenas penas.

sábado, 3 de abril de 2010

[algo calou-se
e alguns já sabiam por isso
não me dizem nada]

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

333º

A cura é pessoal e assistida.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

nascemos sós
é só uma questão de tempo
morreremos sós, também

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

teu medo, me assusta.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

C

se pode caminhar porque se arrasta?

cosmopolítica

O poder é exercício de querer externo.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

meu desejo não sou eu,
eu sou bem mais inteligente.

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

passo passado

A cada passo dado me reconheço mais humano.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

lies! é uma letra que faz a diferença, que diferença..

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

neve!

acontecidos e acontecimentos.

já me esqueceram.

upstairs

21º

a falsa noção de espaço, nos mantem sempre presos a este marasmo.

20º

liberdade, é além de deixar voar.. aprender a deixar cair.

19º

falta vergonha, na omissão.
e execede o medo nas obscuras transações.

23º

não existe limite pro desengano.

24º

todas as flores morrem, por falta ou excesso d'agua.

18º

críticos são amigos que nos amarram as pernas.

sábado, 19 de dezembro de 2009

26º

não faz sentido ser feliz sem você

sábado, 21 de novembro de 2009

25º

mais intimo do que pessoal.

sexta-feira, 13 de novembro de 2009

in-tolere

[sejamos generosos com os intolerantes, estes levarão mais tempo para entender..]

que amor brota do olhos.

sábado, 17 de outubro de 2009

jogue fora suas crenças

could you repeat, please?

qual a utilidade de nomenclaturas de qualquer efeito hoje em dia?
qual a utilidade de nomenclaturas de qualquer efeito hoje em dia?
qual a utilidade de nomenclaturas de qualquer efeito hoje em dia?
qual a utilidade de nomenclaturas de qualquer efeito hoje em dia?

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

poeminha pra ler

de tanto pensar levita

sai voando entra nas casas

leva só ideias de amor pleno

alegria sentiriamos se ao invés

de perceber nossos umbigos

olhasse-mos os leves passos que ela dá

no céu

17º

o vazio não é meu... eu tenho só o violão.

domingo, 11 de outubro de 2009

sem estatística, sem estudo..

obter exemplos do absurdo humano. vc pode. sem ligar a televisão, nem abrir o jornal.

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

22º

"Descobriu [?!]
agora cobre porque tá frio.."

sábado, 19 de setembro de 2009

art nouveau

misture-se, na arte inutil... e despeje seu desconhecimento cético. passíveis de convencimento, seres vivos.

domingo, 9 de agosto de 2009

na voz de nascimento..

"Você vai ter que encontrar
Aonde nasce a fonte do ser
E perceber meu coração
Bater mais forte só por você"
clube da esquina

"Me ensina a não andar com os pés no chão
Para sempre é sempre por um triz
Aí, diz quantos desastres tem na minha mão
Diz se é perigoso a gente ser feliz

Olha
Será que é uma estrela?"
chico buarque

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

quinta-feira, 30 de julho de 2009

domingo, 26 de julho de 2009

blue

um abrigo frio.

sábado, 25 de julho de 2009

acorde pra vida!

então o padre discursou um belo sermão,
a respeito da liberdade humana..

depois deu comida aos periquitos australianos
que mantinha numa gaiola.

sexta-feira, 24 de julho de 2009

segunda-feira, 20 de julho de 2009

derrubando limites

atravessando porteiras..

sexta-feira, 17 de julho de 2009

sim

porque sim. Sim. não tenha dúvida.

sim você as teria mesmo sem mim
sim, porque o que existe, não é o fim
sim pois flutua

na falsa noção de espaço
e entre fios de longos cabelos
nosso desembaraço..

quinta-feira, 16 de julho de 2009

leveza

ser leve para voar, voar não para fugir, mas pra mudar de perspectiva.

meros mortais

vida após a morte, é a vida dos que ficam vivos. nada mais.

segunda-feira, 13 de julho de 2009

lua de são jorge ou lado escuro da lua

Vivo num complexo Lunar
não possuo o brilho interno
como as estrelas, apenas
repouso refletindo sempre
mudando de fases e formas
repenso as minhas várias
idéias roubadas, não sou
nenhum pouco original

sábado, 11 de julho de 2009

ser zezinho

Seres sozinhos, às vezes, desacompanhados de si.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

A dúvida já é alguma coisa,
pra quem tinha certeza de nunca mais.
Oscar Wilde me adoraria.

terça-feira, 23 de junho de 2009

fim de eras.. quem me dera...

"Do not cross the railways lines"

terça-feira, 9 de junho de 2009

caio fernando abreu

"Menos que por uma cicatriz, uma feridantiga mede-se mais exatamente pela dor que provocou, e para sempre perdeu-se no momento em que cessou de doer."

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Won't you change?

Desencadeio uma mudança desnorteada, e peço pra que isso me leve até a porta da tua casa.

[E.Y.Harburg/Harold Arlen]



Somewhere, over the rainbow, way up high.
There's a land that I heard of Once in a lullaby.
Somewhere, over the rainbow, skies are blue.
And the dreams that you dare to dream
Really do come true.
Someday I'll wish upon a star and wake up where the clouds are far Behind me.
Where troubles melt like lemon drops, Away above the chimney tops.
That's where you'll find me.
Somewhere, over the rainbow, bluebirds fly. Birds fly over the rainbow,
Why then - oh, why can't I?
If happy little bluebirds fly beyond the rainbow,
Why, oh, why can't I?

domingo, 7 de junho de 2009

27º

Não me importo em me dividir contigo.

google earth

Piramides do egito, eu vou! eu vou! eu vou!

sábado, 6 de junho de 2009

C

se não tem nada certo, mudamos tudo denovo.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

rótulos biográficos

já me chamaram de displicente..

quarta-feira, 13 de maio de 2009

C

se lembrar machuca, esqueça..

segunda-feira, 11 de maio de 2009

13º

o que quer ser se é.

o que quer? ser se é.

o quê? quer ser se? é.

domingo, 3 de maio de 2009

da imortalidade

não me queria mal,
eu morro.

não estou fazendo
chantagem emocional,

eu morro mesmo.

sábado, 2 de maio de 2009

vida, um rio a fora..

Etimologicamente incompleto, ser humano, e por ser, esta sempre mudando...

seria o mundo nosso quintal, semelhante ao interno jardim

tudo o que queres de mim
nao tera pq eu nao tenho
soh posso te dar o que em mim for verdadeiro
atencao, carinho, sorriso, olhar, e precisamos do q mais??

sexta-feira, 1 de maio de 2009

14º

não diga nada, nosso silêncio enfeita a sala.

quinta-feira, 30 de abril de 2009


Introdução à Permacultura
Bill Mollison
Tagari Publications
1991

Sophia de Mello Breyner Andresen [1919 - 2004]

"Pirata
Sou o único homem abordo do meu barco
Os outros são monstros que não falam,
Tigres e ursos que amarrei aos remos,
E o meu desprezo reina sobre o mar.

Gosto de uivar no vento com os mastros
E de me abrir na brisa com as velas,
E há momentos que são quase esquecimento
Numa doçura imensa de regresso.

A minha pátria é onde o vento passa,
A minha amada é onde os roseirais dão flor,
O meu desejo é o rastro que ficou das aves
E nunca acordo desse sonho e nunca durmo."

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Luiz Gonzaga / Humberto Teixeira

Se a gente lembra só por lembrar
O amor que a gente um dia perdeu
Saudade inté que assim é bom
Pro cabra se convencer
Que é feliz sem saber
Pois não sofreu

Porém se a gente vive a sonhar
Com alguém que se deseja rever
Saudade, entonce, aí é ruim
Eu tiro isso por mim,
Que vivo doido a sofrer

Ai quem me dera voltar
Pros braços do meu xodó
Saudade assim faz roer
E amarga qui nem jiló
Mas ninguém pode dizer
Que me viu triste a chorar
Saudade, o meu remédio é cantar

[Que Nem Jiló]

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Global Warming



[aquecimento global]

segunda-feira, 30 de março de 2009

Amos Oz


[A história da Ordem das Colheres de Chá]

Eu creio que se uma pessoa está olhando uma grand calamidade - quer dizer uma conflagração - existem à ela sempre três aletrnativas:

Opção 1: Fugir, tão longe e o quão rápido possível, e deixar eles que não podem correr se queimar.
Opção 2: Escrever uma carta bem zangada para o editor de seu jornal mandando que as pessoas responsáveis sejam despedidos no defavor. Ou seja montar uma demonstração.
Opção 3: Trazer um balde de àgua e jogar no fogo, e se você não tiver um balde, trazer um copo, e se você não tiver um copo, usar uma colher de chá - todo mundo tem uma colher de chá.

E sim, eu sei que uma colher de chá é pequena e o fogo é imenso, mas nós somos milhões e cada um de nós tem colher de chá. Então eu gostaria estabelecer a Ordem da Colher de Chá.

As Pessoas que participam da minha atitude - não a atitude de fugir, nem a atitude da carta, mas a atitude da colher de chá - eu gostaria que esses usassem uma pequena colher de chá na lapela de seus casacos, Assim saberíamos que estamos no mesmo movimento, na mesma fraternidade, na mesma irmandade, na mesma ordem, a Ordem da Colher de Chá.

Isso é a minha filosofia resumidamente - ou mesmo numa colher de chá.


Shalom Akhshav

sexta-feira, 27 de março de 2009

Aposta de Pascal

No âmbito da natureza humana, prazeres certos geralmente prevalecem sobre os incertos, por mais sedutores que sejam estes últimos.


terça-feira, 24 de março de 2009

balanço

"cuido de mim para a felicidade alheia

cuido dos outros pela minha própria felicidade"

sábado, 21 de março de 2009

John Lennon and Paul McCartney

[Give Peace a Chance]

Two, one two three four
Ev'rybody's talking about
Bagism, Shagism, Dragism, Madism, Ragism, Tagism
This-ism, that-ism, is-m, is-m, is-m.

All we are saying is give peace a chance
All we are saying is give peace a chance

C'mon
Ev'rybody's talking about Ministers,
Sinisters, Banisters and canisters
Bishops and Fishops and Rabbis and Pop eyes,
And bye bye, bye byes.

All we are saying is give peace a chance
All we are saying is give peace a chance

Let me tell you now
Ev'rybody's talking about
Revolution, evolution, masturbation,
flagellation, regulation, integrations,
meditations, United Nations,
Congratulations.

All we are saying is give peace a chance
All we are saying is give peace a chance

Ev'rybody's talking about
John and Yoko, Timmy Leary, Rosemary,
Tommy Smothers, Bobby Dylan, Tommy Cooper,
Derek Taylor, Norman Mailer,
Alan Ginsberg, Hare Krishna,
Hare, Hare Krishna

All we are saying is give peace a chance
All we are saying is give peace a chance

terça-feira, 17 de março de 2009

pergunta-se

Será que era eu quem deveria entender isso?

sexta-feira, 13 de março de 2009

terça-feira, 10 de março de 2009

e o sol vai partir em dez minutos
para o mundo encantado dos sonhos

bob dylan

"It's Alright, Ma (I'm Only Bleeding)

Darkness at the break of noon
Shadows even the silver spoon
The handmade blade, the child's balloon
Eclipses both the sun and moon
To understand you know too soon
There is no sense in trying.

Pointed threats, they bluff with scorn
Suicide remarks are torn
From the fool's gold mouthpiece
The hollow horn plays wasted words
Proves to warn
That he not busy being born
Is busy dying.

Temptation's page flies out the door
You follow, find yourself at war
Watch waterfalls of pity roar
You feel to moan but unlike before
You discover
That you'd just be
One more person crying.

So don't fear if you hear
A foreign sound to your ear
It's alright, Ma, I'm only sighing.

As some warn victory, some downfall
Private reasons great or small
Can be seen in the eyes of those that call
To make all that should be killed to crawl
While others say don't hate nothing at all
Except hatred.

Disillusioned words like bullets bark
As human gods aim for their mark
Made everything from toy guns that spark
To flesh-colored Christs that glow in the dark
It's easy to see without looking too far
That not much
Is really sacred.

While preachers preach of evil fates
Teachers teach that knowledge waits
Can lead to hundred-dollar plates
Goodness hides behind its gates
But even the president of the United States
Sometimes must have
To stand naked.

An' though the rules of the road have been lodged
It's only people's games that you got to dodge
And it's alright, Ma, I can make it.

Advertising signs that con you
Into thinking you're the one
That can do what's never been done
That can win what's never been won
Meantime life outside goes on
All around you.

You lose yourself, you reappear
You suddenly find you got nothing to fear
Alone you stand with nobody near
When a trembling distant voice, unclear
Startles your sleeping ears to hear
That somebody thinks
They really found you.

A question in your nerves is lit
Yet you know there is no answer fit to satisfy
Insure you not to quit
To keep it in your mind and not fergit
That it is not he or she or them or it
That you belong to.

Although the masters make the rules
For the wise men and the fools
I got nothing, Ma, to live up to.

For them that must obey authority
That they do not respect in any degree
Who despise their jobs, their destinies
Speak jealously of them that are free
Cultivate their flowers to be
Nothing more than something
They invest in.

While some on principles baptized
To strict party platform ties
Social clubs in drag disguise
Outsiders they can freely criticize
Tell nothing except who to idolize
And then say God bless him.

While one who sings with his tongue on fire
Gargles in the rat race choir
Bent out of shape from society's pliers
Cares not to come up any higher
But rather get you down in the hole
That he's in.

But I mean no harm nor put fault
On anyone that lives in a vault
But it's alright, Ma, if I can't please him.

Old lady judges watch people in pairs
Limited in sex, they dare
To push fake morals, insult and stare
While money doesn't talk, it swears
Obscenity, who really cares
Propaganda, all is phony.

While them that defend what they cannot see
With a killer's pride, security
It blows the minds most bitterly
For them that think death's honesty
Won't fall upon them naturally
Life sometimes
Must get lonely.

My eyes collide head-on with stuffed graveyards
False gods, I scuff
At pettiness which plays so rough
Walk upside-down inside handcuffs
Kick my legs to crash it off
Say okay, I have had enough
What else can you show me?

And if my thought-dreams could be seen
They'd probably put my head in a guillotine
But it's alright, Ma, it's life, and life only."

sexta-feira, 6 de março de 2009

11º

Se não sigo suas regras é por mera teimosia

quarta-feira, 4 de março de 2009

Oh, baby, you really should stay a little

I would say you
Don't you leave me
and please forgive me
for what I didn't let you do

sábado, 28 de fevereiro de 2009

Pecúnia

Poeta bom meu bem poeta morto

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Hoje - letra de música - Renato Russo

"Deixa de lado essa pobreza
De quem insiste em julgar e explicar

Não vou poder calar meu coração
E essa saudade vem mansinha
Querendo me avisar
Acho que a gente é que é feliz

Deixa que falem
Eles não sabem
Não falo pelos outros
Só falo por mim

Ninguém vai me dizer o que senti
Acho que a gente é que é feliz

Queria ter a carta natal do universo
E ver se entendia alguma coisa
O que espero da vida
O que quero da vida

Bom tempo
Muito tempo
Acho que a gente é que é feliz"

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Projeto Auditivo

amores de amora
gravando
detalhes sonoros
realçados
no brilhar da aurora

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

10º

ah, mar, céu e lua
substitutos
à ausência tua

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

falando grego

Σε αγαπώ
είστε για πάντα το μυαλό μου

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

nove vidas tem seu gato
nove meses passei chorando
nove horas num navio
nove nuvens me dissipam
nove sonhos e estou nua
nove luas me consolam
nove dias e não sei
nove mais pra refazer as
nove noites sem vc

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Nosso sorrriso é da lua, céu e mar
é orvalho sereno sobre a flor de lis.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

descascando laranjas?


para uma limonada.

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

x, y, z

o que é desconhecido e se procura saber.

Incógnita relação
entre números naturais
e cartões-postais.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

O sorriso é de quem têm.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Sou seguida por meus passos.

domingo, 4 de janeiro de 2009

Não sou presa do tempo. E nem o devoro.

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Meu silêncio grita seu nome.

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Nosso amor é tão puro
que só podemos beber
derretido.

huxley

"O homem que pretende ser sempre coerente
no seu pensamento e nas suas decisões morais
ou é uma múmia ambulante ou,
se não conseguiu sufocar toda a sua vitalidade,
um mono maníaco fanático."

"O silêncio está tão repleto de sabedoria
e de espírito em potência como o mármore
não talhado é rico em escultura."

"Os homens são animais muito estranhos:
uma mistura do nervosismo de um cavalo,
da teimosia de uma mula e da malícia de um camelo."

"Os mártires penetram na arena de mãos dadas;
mas são crucificados sozinhos."

Pascal

"Pois enfim o que é o homem na natureza?
Um nada em relação ao infinito,
um tudo em relação ao nada,
um meio entre nada e tudo.
Infinitamente afastado
de compreender os extremos,
o fim das coisas e seu princípio
estão para ele invencivelmente
escondidos num segredo impenetrável,
igualmente incapaz de ver
o nada de onde foi tirado,
e o infinito em que está envolvido.

Que fará, então, a não ser perceber
alguma aparência do meio das coisas,
num desespero eterno de não conhecer
nem seu princípio nem seu fim?
Todas as coisas são tiradas do nada
e levadas para o infinito.

Quem seguirá estas admiráveis andanças?"

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

chico buarque

"Nem toda a loucura é genial, nem toda a lucidez é velha."

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Não sou isso que pensam...

mas penso na confusão
que isso pode causar.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

ser primogênita é responsabilidade demais.